IFC e SNEAR abrem inscrições para primeira maratona de programação Hackathon

sexta-feira, 18 de junho de 2021

Objetivo é estimular estudantes e servidores do instituto a encontrar soluções inovadoras ou ideias criativas para o desenvolvimento do Bolsa Atleta

 

O Instituto Federal Catarinense (IFC) e a Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento (SNEAR) da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania abriram inscrições para a primeira edição da maratona de programação Hackathon SNEAR/IFC. A proposta é incentivar egressos, estudantes e servidores do IFC a encontrar soluções inovadoras ou ideias criativas que contribuam para o desenvolvimento do Bolsa Atleta, programa de patrocínio individual do Governo Federal Brasileiro. As inscrições podem ser feitas pelo site da maratona até as 23h59 do dia 24 de junho (INSCRIÇÕES AQUI).

O 1º Hackathon SNEAR/IFC será realizado online, no período de 25 a 27 de junho. De acordo com a diretora-geral do IFC – Campus Camboriú, Sirlei Albino, a maratona busca engajar a comunidade do IFC de forma multidisciplinar, reunindo egressos, estudantes e servidores para desenvolver soluções que promovam a visibilidade e a inovação no uso dos dados disponibilizados pela Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento.

“É papel dos Institutos fazer a transferência de inovação e tecnologia para a sociedade. Temos certeza de que nossa comunidade interna fará um excelente trabalho e contribuirá com o desenvolvimento de soluções para o Bolsa Atleta”, afirmou a diretora.

Secretário da SNEAR, Bruno Souza destacou que o Bolsa Atleta passou por uma inovação tecnológica este ano e que esse processo de aperfeiçoamento é contínuo. “O Bolsa Atleta é um dos programas mais bem-sucedidos entre as políticas públicas voltadas para o esporte dentro do Governo Federal”, ressaltou o secretário. “Este ano, implementamos uma inovação tecnológica importante, que foi tornar online todo o sistema de inscrição, de recebimento de documentações e de assinatura dos Termos de Adesão. Mas sabemos que ainda há avanços que podem ser implantados e esperamos que essa primeira edição da maratona de programação Hackathon SNEAR/IFC nos ajude nesse sentido”, prosseguiu o secretário.

Critérios de participação e requisitos

O 1º Hackathon é aberto a estudantes egressos, alunos regularmente matriculados, servidores docentes e técnicos administrativos do Instituto Federal Catarinense. Para participar, é preciso comprovar vínculo com o IFC, sendo que menores de 18 anos devem ter autorização dos responsáveis.

É preciso ter conhecimento em uma das seguintes áreas: programação e desenvolvimento de sistemas, design gráfico, ciência de dados, esportes de alto rendimento e comunicação. As equipes poderão ser formadas previamente pelos próprios participantes e serão anunciadas no início do evento. Todas as equipes devem conter, no mínimo, um participante com conhecimento em programação.

Cabe à comissão organizadora auxiliar na organização dos grupos ou liderar o processo de formação das equipes incompletas, respeitando o limite mínimo de quatro e o máximo de cinco participantes. O número de vagas para o evento é limitado em 80 participantes.

O resultado final do 1º Hackathon SNEAR/IFC será divulgado no dia 31 de junho, após a apresentação das propostas. As três equipes finalistas serão premiadas com certificados, troféus e medalhas.

Cães-guia

A Maratona de Programação Hackathon é mais uma parceria firmada entre a Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento e o Instituto Catarinense. Este ano, no dia 17 de março, em uma iniciativa inédita, foi lançado um edital que prevê a doação de quatro cães-guia para atletas paralímpicos com deficiência visual. O processo de seleção já está na fase de entrevistas dos candidatos.

Os quatro cães-guia treinados pelo IFC Campus Camboriú permitem que pessoas com deficiência visual adquiram um nível maior de independência. Os animais auxiliam em várias tarefas cotidianas, como atravessar a rua, parar em sinais, evitar obstáculos e encontrar as portas dos estabelecimentos, entre outras habilidades. No total, 38 atletas, de 13 estados, se inscreveram para o processo de seleção. Eles são praticantes de atletismo, goalball, futebol de 5, natação, judô e ciclismo.

Texto: Cecom Camboriú e Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania