Inscrições para cursos técnicos integrados ao ensino médio começam dia 01/12

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

O Instituto Federal Catarinense publicou nesta quarta-feira (25) o edital do processo seletivo para os Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio do IFC, válido para o ano letivo de 2021. O documento disponibiliza 2220 vagas para 37 cursos, divididos entre os 15 campi da instituição.

As inscrições têm início no dia 01/12 e vão até 08/01/2021. O procedimento será feito exclusivamente via internet, no Portal de Ingresso. Para os candidatos que não tiverem acesso à rede, o Instituto irá disponibilizar computadores para inscrição em todos os seus campi (de acordo com o cronograma disponível aqui, junto com outros detalhes sobre o processo).

CLIQUE AQUI E ACESSE O EDITAL

Em virtude da pandemia de Covid-19, o processo seletivo não contará com tradicionais provas do Exame de Classificação neste ano; em vez disso, a seleção será feita por meio de sorteio público, previsto para o dia 14 de janeiro. Cada inscrito receberá um número, por meio do qual irá concorrer às vagas disponíveis. O processo é explicado detalhadamente do documento abaixo:

CLIQUE AQUI E ENTENDA COMO SERÁ FEITO O SORTEIO PÚBLICO

Segurança como prioridade – A decisão pelo sorteio público foi tomada para garantir a segurança tanto dos candidatos quanto dos servidores e estudantes do IFC — conforme explica o coordenador-geral de Ingresso do IFC, André Zuconelli. “Se fosse mantida a realização do exame de classificação conforme vinha sendo conduzido nos últimos anos, estaríamos ocasionando aglomerações e, dessa forma, descumprindo todas as orientações dos órgãos de saúde em relação aos cuidados necessários em situação de pandemia. Diante desse quadro, o IFC buscou alternativas para selecionar seus futuros alunos”.

Iniciou-se então um processo de discussão que envolveu diversas instâncias do Instituto — como a Coordenação-Geral de Ingresso (CGI), as Direções de Ensino, Pesquisa e Extensão de cada campus e os Conselhos Superiores — e levou em conta a logística do processo de seleção e matrícula, a disponibilidade de pessoal e o orçamento da instituição, entre outros fatores. Ao final do debate, o sorteio se apresentou como a solução mais viável. “Vale destacar que a decisão foi tomada com base em todos os segmentos do IFC (servidores técnico-administrativos, professores e estudantes), uma vez que a deliberação final coube ao Consepe, que conta com representantes de todas as categorias”, ressalta Zuconelli.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller
Imagem: Cecom/Reitoria/Poliana Souza