IFC promove XIII Micti e II Epromundo a partir do próximo dia 12

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

O Instituto Federal Catarinense realiza, nos próximos dias 12 e 13, a décima-terceira edição de seu maior evento científico: a Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar (Micti), que conta com trabalhos apresentados por estudantes de Ensino Médio e Graduação do IFC. Os objetivos são estimular a iniciação científica, promover a interação e a troca de conhecimento entre a comunidade acadêmica e disseminar os resultados das pesquisas conduzidas pelo Instituto.

A II Feira Epromundo, voltada à difusão da cultura da inovação e do empreendedorismo junto à comunidade acadêmica, ocorre na mesma data.

Este ano, assim como outros eventos da instituição, a Micti e o Epromundo serão conduzidos exclusivamente pela internet, mantendo-se assim a suspensão das atividades presenciais no IFC em meio à pandemia de Covid-19. Assim, os trabalho serão exibidos por meio do canal oficial do IFC no Youtube, em quatro salas distintas.

A Mostra passou por adaptações para funcionar no formato virtual, incluindo a redução do número de trabalhos participantes. Assim, para esta edição, a Micti trará apresentações orais dos resultados dos projetos de pesquisa desenvolvidos por estudantes do IFC contemplados nos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação Científica e Iniciação Tecnológica do CNPq (PIBIC, PIBIC-Af e PIBIC-EM). Já o Epromundo será constituída por trabalhos de estudantes dos Programas Institucionais de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do CNPq (PIBITI).

Além das apresentações dos trabalhos, a programação conta com duas rodas de conversa (Jovem na Ciência, no dia 12, e Mulher na Ciência, no dia 13) e atividades culturais; estas últimas, ainda como parte do IFCultura, evento cultural tradicionalmente realizado junto da Micti e que teve a maioria de suas apresentações durante o mês de outubro.

CONFIRA AQUI A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA MICTI

A pró-reitora de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do IFC, professora Fátima Oliveira, integrante da Comissão Central de organização, dá mais detalhes sobre o processo de adaptação dos eventos para a transmissão via Internet. “Tivemos o cuidado de garantir os processos e concepções da Micti e da Epromundo no que se refere ao procedimento de avaliação e organização da participação de todos os estudantes que têm projetos vinculados ao CNPq. Um dos questões principais foi garantir um processo de avaliação colaborativo e qualitativo. Para isso, tivemos que solicitar vídeos e os textos de cada trabalho, possibilitando assim a avaliação anterior aos eventos, e realizar várias reuniões entre os coordenadores e coordenadoras de pesquisa de todos os campi, bem como os orientadores de trabalhos”, diz.

De acordo com a pró-reitora, outros desafios foram a organização das salas virtuais, com a inclusão de mediadores e a adaptação da equipe para a situação online — nos quais a organização contou com o auxílio da Coordenação-Geral de Comunicação (Cecom) e da Diretoria de Tecnologias da Informação (DTI). “Tivemos também a grata participação de um egresso do IFC, Daniel Verdi do Amarante, que atuou como um dos coordenadores da I Feira Brasileira de Jovens Cientistas — a qual foi pensada online, antes da Pandemia — e se dispôs a compartilhar conosco a experiência vivenciada e os desafios encontrados”, conta.

“Nesse momento de mudanças aceleradas da rotina, do encontro, de valores, de metodologia, é fundamental manter iniciativas que garantem a participação da comunidade acadêmica, mas com garantia de preservação da vida de todos”, acrescenta Fátima. “Isso é especialmente verdadeiro em um evento como a Micti, que promove o compartilhamento de pesquisas, instiga a interação de estudantes e os envolve, como em toda pesquisa, numa situação de de argumentação, de questionamentos, de busca, de autonomia – e na condição de protagonistas, de autores. Com certeza, o impacto na formação dos estudantes vai para além da vida acadêmica; é formação para a vida”.

A XIII Micti e o II Epromundo são promovidos pelo Instituto Federal Catarinense com o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPI), da Pró-Reitoria de Extensão (PROEX), da Pró-Reitoria de Ensino (PROEN), da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Institucional (PRODIN) e do Campus Concórdia, organizada por uma Comissão Central e por subcomissões.

Texto: Cecom/Reitoria/Thomás Müller
Imagem: Cecom/Reitoria/Andréa Santana